Passeata contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescente movimentou o centro da cidade.

O Dia Nacional de combate ao abuso e a exploração sexual contra crianças e adolescentes este ano tem como tema: Esquecer é permitir, lembrar é combater.

O dia 18 de maio foi escolhido escolhida como dia de mobilização contra a violência sexual porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade.

A proposta do “18 DE MAIO” é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes. É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual.

A passeata ocorreu nesta sexta-feira, na principal rua do centro da cidade, os funcionários da Assistência Social através do CREAS, CMDCA, Conselho Tutelar entre outros projetos, que no dia a dia trabalham com crianças, percorreram a rua 11 de junho em uma passeata e panfletagem alertando a comunidade sobre essa violência.

Durante a passeata e durante toda a semana aconteceu panfletagem e palestra com orientação e maneira de como se identificar se uma criança está sofrendo qualquer tipo de abuso e principalmente, como e onde denunciar os agressores.

Com informações Assessoria da Prefeitura