Financiamento pelo FCO para geração de energia elétrica será aberto em 1º de setembro

Com 100 milhões disponíveis, o Banco do Brasil disponibiliza a partir de 1º de setembro deste a linha de crédito, via FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) para o financiamento de aquisição e instalação de placas fotovoltaicas em residências ou condomínios residenciais por pessoas físicas para a micro e mini geração de energia elétrica.

O prazo foi confirmado pela Diretoria de Governo do Banco do Brasil, durante reunião do Comitê Técnico do Conselho Deliberativo do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Condel/Sudeco) realizada na última semana, em Brasília.

O secretário da Semagro Jaime Verruck ressalta que esse tipo de financiamento via FCO para pessoa física foi uma inovação estratégica, proposta por Mato Grosso do Sul, para estimular a energia renovável e fomentar o mercado de montagem, venda de placas, manutenção.

O banco informou que o sistema ainda está em desenvolvimento pois tem de atender as exigências do FCO, com uma análise de crédito individual, com base na capacidade de endividamento da pessoa física e operações rápidas. Mas o compromisso assumido foi de que essa linha estará disponível a partir de 1º de setembro para clientes pessoa física”, acrescentou Jaime Verruck.

A linha de crédito do FCO permite o financiamento, com o teto de R$ 100 mil, de todos os bens e serviços necessários à viabilização do projeto de micro e mini geração de energia elétrica, com prazo de até 8 anos, incluindo o período de carência de até 6 meses.

Katiuscia Fernandes – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)