DOF apreende mais de 5 toneladas de agrotóxicos contrabandeados na região de fronteira, só nos 2 primeiros meses de 2021

Agrotóxicos contrabandeados e apreendidos pelo DOF na região de fronteira. Foto: DOF
Vanessa Bordin
Produtos são oriundos da China, na maior parte, e entram no Brasil pelo Paraguai, segundo o diretor do Departamento de Operações de Fronteira
O contrabando de produtos como herbicidas e inseticidas, conhecidos como agrotóxicos, têm aumentado significativamente em Mato Grosso do Sul. A entrada ilegal é feita pelo Paraguai e o destino costuma ser os estados de Mato Grosso e Goiás. Só entre janeiro e fevereiro deste ano, o DOF apreendeu 5,2 toneladas de agrotóxicos contrabandeados, quase que o total apreendido em todo o ano passado, que foi de 5,9 toneladas. Em 2019, o Departamento apreendeu mais de uma tonelada de defensivos contrabandeados.
A ação do DOF tem sido no enfrentamento dos crimes fronteiriços, em toda a região que abrange a fronteira do Brasil com o Paraguai e com a Bolívia. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (17), pelo diretor do DOF, Coronel PM Wagner Ferreira da Silva, em entrevista ao jornal Maracaju Hoje.
De todos os defensivos agrícolas contrabandeados, a maior parte tem origem chinesa, com destaque para produtos como herbicidas e inseticidas. Segundo o diretor do DOF, o contrabando é realizado por grupos criminosos e por indivíduos locais.
“Geralmente são grupos organizados, que atuam em rede e se utilizam da cadeia logística do tráfico de drogas ou do contrabando de cigarros para trazer os agrotóxicos para o Brasil. E também produtores locais que adquirem esses produtos para utilizar em suas propriedades rurais”, disse o Coronel.
Atuação
O DOF, atua na região por meio de um complexo operacional, que envolve ações de polícia ostensiva e de inteligência operacional. “Mapeamos a região e identificamos locais, horários e modus operandi das organizações criminosas e isso nos permite atuar com mais assertividade e maior economia dos meios existentes”, salientou o diretor.
Apreensões
Em 2020, o DOF apreendeu 264 toneladas de drogas, 10 milhões de maços de cigarros contrabandeados, 5,9 toneladas de agrotóxicos contrabandeados, 62 armas de fogo e 2.116 munições de diversos calibres. O Departamento de Operações de Fronteira ainda prendeu, no ano passado, ao todo, 680 pessoas praticando crimes na fronteira e apreendeu 789 veículos envolvidos em crimes, números que, de acordo com o Coronel Wagner, “demonstram a eficácia do nosso trabalho enquanto polícia ostensiva de fronteiras”, avalia.