Carnaval que reuniu 30 mil pessoas na Orla Ferroviária em Campo Grande deixa local sujo e com jardins pisoteados

Foto: TV Morena

O monumento à Maria Fumaça, ponto turístico na Orla Ferroviária de Campo Grande (MS), amanheceu em meio à sujeira deixada por foliões no domingo (3) de carnaval. Próximo ao local acontecia o desfile dos blocos oficiais de Campo Grande, mas neste ponto, segundo a Guarda Municipal, 30 mil pessoas em “blocos formados espontaneamente” deixaram garrafas, restos de bebida e embalagens espalhadas na rua. Os jardins no entorno do monumento foram pisoteados.

Orla ferroviária em Campo Grande amanheceu suja e com jardins pisoteados em torno da Maria Fumaça. — Foto: Osvaldo Nóbrega/TV Morena
Orla ferroviária em Campo Grande amanheceu suja e com jardins pisoteados em torno da Maria Fumaça. — Foto: Osvaldo Nóbrega/TV Morena

De acordo como assessor de comunicação da Guarda Civil Municipal (GCM), Herick Garcia, a alta concentração de pessoas aconteceu porque as opções de folia diminuíram em 2019: “Houve o cancelamento de outros eventos em Campo Grande e também de algumas festas no interior, então a gente acredita que o folião tenha optado por ir até a Orla mesmo, por isso o alto número de pessoas no local”, afirma. Na última semana, por conta das chuvas, a Prefeitura cancelou o baile popular que aconteceria na avenida Interlagos.

Com 70 guardas municipais, 10 viaturas e um drone, Garcia explica que a competência da GCM é garantir a segurança no local de forma preventiva e ostensiva, e que na medida do possível os guardas tentam coibir esse tipo de comportamento: “Ao vermos uma situação de depredação ao patrimônio público ou privado, nós fazemos a orientação e dependendo do caso, encaminhamos para a delegacia”. No sábado (2), um homem apedrejou uma viatura da Guarda e foi detido. No domingo (3), um homem foi flagrado pichando o Hotel Gaspar, um dos prédios mais antigos da capital, e também foi encaminhado à delegacia.

De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep) a limpeza do local é de responsabilidade da Solurb e foi concluída no fim da manhã. Sobre os danos ao jardim, a prefeitura informou que vai fazer um trabalho de recuperação do local após o carnaval e que irá reforçar o policiamento.

Em 2018 a limpeza da Esplanada Ferroviária começava em torno de 10h no dia seguinte à folia. De acordo com a Solurb, às 9h desta segunda-feira (4), profissionais já estavam no local para começar a limpeza.

Fonte: G1