Brasil e Paraguai terão controle integrado de sanidade animal e vegetal

Em Assunção, no Paraguai, o governador Reinaldo Azambuja e a ministra Tereza Cristina Correa da Costa Dias (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) discutiram nesta terça-feira (9.7) com as autoridades daquele país a aproximação de protocolos nas áreas animal e vegetal para garantir a sanidade, melhorar as condições de competitividade e permitir o acesso a novos mercados.

O secretário Jaime Verruck (Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) que também participou das reuniões, explicou que o acordo irá ao encontro do projeto de Mato Grosso do Sul de conquistar o status de área livre de aftosa sem vacinação em 2021. Segundo ele um memorando traz todas as diretrizes para o controle adequado de fronteiras entre os dois países.

Na área vegetal, foi estabelecido que o Paraguai terá um calendário para ter vazio sanitário contra a ferrugem asiática.

O porta-voz do Paraguai foi o ministro da Agricultura naquele país, Denis Lichi.

Katiuscia Fernandes – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)